31/07/2023 às 14h20min - Atualizada em 31/07/2023 às 22h04min

Estudantes disputam prêmios em concurso de inovação e empreendedorismo

Competição estimula a criatividade e a busca de soluções para desafios das empresas participantes; vencedores serão premiados com até R$ 6 mil

JOAO ALECIO MEM
www.memcomunicacao.com.br
Pexels Fauxels
O Núcleo de Empreendedorismo, Pesquisa e Extensão (NEPE) do Centro Universitário Integrado, o Sebrae e o Ecossistema de Inovação de Campo Mourão promovem o Concurso Inova: Desafiar, Estimular, Capacitar e Inovar.

A competição tem por objetivos estimular a cultura do empreendedorismo, incentivar o planejamento de produtos e serviços inovadores que solucionem problemas reais de empresas parceiras, fortalecer o espírito de trabalho conjunto em equipes e contribuir para o desenvolvimento da região.

A competição é direcionada para estudantes de graduação e ensino médio de qualquer instituição de ensino e engloba duas modalidades: Cases reais de empresas e Inovações em negócios tradicionais. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas até o dia 1º de agosto no link https://conteudo.grupointegrado.br/concurso-inova onde consta todo o regulamento. Segundo os organizadores, a previsão é de 200 equipes participantes.

O primeiro lugar vai receber um prêmio de R$ 6 mil; o segundo ficará com R$ 3 mil e o terceiro com R$ 1 mil. Se os vencedores forem estudantes do Grupo Integrado, terão direito a descontos em uma mensalidade que variam de 25% a 100%, exceto para o curso de Medicina.

“O Concurso Inova aplica a metodologia do Startup Garage - que ajuda transformar ideias e problemas em soluções para a sociedade - e oferece conteúdos exclusivos aos participantes, em um ambiente virtual. Assim, daremos oportunidades aos estudantes de vivenciar essa jornada de empreendedorismo e inovação”, explica o coordenador do NEPE, Fabrício Pelloso Piurcosky.

Problemas reais
Entre as empresas parceiras que participam do concurso está a Seara Alimentos, cujos desafios envolvem a redução do consumo de água, dos custos fixos, os desvios de insumos, a rotatividade de funcionários, a ergonomia e outras questões. O que se pretende alcançar são maneiras práticas e reais para solucionar essas necessidades da companhia.

Enquanto isso, na Agrológica – que é uma revenda de insumos agrícolas e tem sete unidades no Estado do Mato Grosso – os desafios envolvem a fidelização de clientes com melhor experiência de atendimento e a implementação e uso de um sistema de gestão de estoque, mas sem a necessidade de adquirir uma ferramenta paga.

Para o Conselho de Desenvolvimento Econômico de Campo Mourão, a problemática a ser resolvida consiste em como potencializar as vendas do comércio local e presencial do município, frente ao crescimento do mercado online.

Outras empresas participantes como Unimed e Integrado Genética listaram seus desafios envolvendo as necessidades de inovações em negócios tradicionais. E para auxiliar os times nesta jornada empreendedora em busca de soluções, os estudantes terão mentorias e oficinas de capacitação do Programa de Educação Empreendedora do Sebrae.

Para Thalya Maria Ferreira de Lima - professora do Grupo Integrado e membro da organização do Concurso Inova - as dinâmicas utilizadas durante a competição vão propiciar um ambiente ideal para que os estudantes desenvolvam sua criatividade, senso crítico e potencial para a resolução de problemas reais. “Além do benefício aos acadêmicos, esse desafio auxilia as empresas que vão receber propostas de soluções para suas necessidades de melhorias e inovação”.

Critérios de avaliação
Os trabalhos apresentados serão avaliados por uma comissão julgadora que vai analisar a relevância do problema tratado e abrangência do benefício; a viabilidade econômica e operacional da solução apresentada; a capacidade aparente do time para concretizar a ideia em um negócio e o potencial de inovação da solução e ideia de negócio.

Outros critérios envolvem a eficiência do protótipo criado ao entregar valor para o cliente; a viabilidade do plano de execução; a vantagem competitiva; a percepção de valor identificado pelo potencial cliente; os resultados alcançados na validação do cliente e do produto e a qualidade da apresentação.

“Muitas vezes, em seu dia a dia, as empresas não conseguem pensar em melhorias operacionais ou estratégicas. Então, o concurso surge como a oportunidade de resolver um problema real. E em determinados projetos, as companhias podem descobrir talentos e até recrutar os estudantes envolvidos na solução de sua dor”, destaca Fabrício Pelloso Piurcosky.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp