16/08/2023 às 10h45min - Atualizada em 20/08/2023 às 00h00min

Petrobrás investe R$ 12,7 milhões em Real Estate

Sistema desenvolvido pela 4Asset Tecnologia S/A, do Grupo Verante, realizará o controle de cerca de 80 mil ativos imobiliários da petrolífera. Empresa catarinense é pioneira em soluções de tecnologia para governança de ativos

Divulgação
Grupo Verante
Fabiano dos Santos, CEO do Grupo Verante - divulgação

Com uma receita total de vendas de mais de R$ 641,2 bilhões  em 2022, a Petrobras é uma das referências nacionais na indústria de energia. O resultado do último ano é 41,7% maior do que 2021, registrado em R$ 452,6 bilhões. A petrolífera movimenta muito mais do que as 56 plataformas de produção; são mais de 7,7 mil quilômetros de oleodutos e 9,1 mil de gasodutos; três unidades de produção de biocombustíveis; 14 usinas termelétricas e uma usina fotovoltaica e onze refinarias que produzem mais de 1,74 milhão de barris por dia de derivados do petróleo. Toda essa operação envolve mais de 80 mil ativos imobiliários pelo Brasil. Visando otimizar a gestão e governança dessas áreas, a Petrobras investiu mais de R$ 12,7 milhões na tecnologia desenvolvida pela 4Asset Tecnologia S/A, empresa do Grupo Verante.

“O sistema agrupa, em uma única base, todos os aspectos sobre as informações dos ativos imóveis  necessários à operação e governança da Petrobras. Isso permite o rastreamento e orquestração de todos os processos do ciclo de vida dos imóveis e torna possível o diagnóstico, acompanhamento e verificação da necessidade de intervenção, podendo mapear os riscos existentes de modo mais efetivo e em tempo de execução das tarefas“, explica Fabiano dos Santos, CEO do Grupo Verante.

Com a nova integração, a indústria de óleo & gás visa reduzir custos - haja vista que a 4Asset Tecnologia S/A substituirá cinco sistemas por apenas um, bem como vem para otimizar a regularização e valoração desses imóveis. “Outro aspecto importante é que, por meio dessa reestruturação sistêmica, é possível ter uma visão integral de todos os ativos da empresa. Isso contribui para gestão patrimonial, com foco no uso e ocupação dos imóveis e áreas operacionais; bem como identifica ocupações irregulares e interferências nas áreas da empresa”, aponta o executivo.

 

ESG e investidores  

A otimização de processos apoia ainda a validação das métricas de ESG da indústria de óleo & gás, haja vista que o rastreamento das informações de ativos imobiliários, contribui para atender os requisitos de compliance da indústria. “O registro histórico das informações de forma organizada e compartilhada possibilita respostas efetivas aos órgãos ambientais, reguladores, investidores e à sociedade”, aponta Fabiano.


Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp