24/08/2023 às 17h51min - Atualizada em 26/08/2023 às 08h12min

Aleitamento Materno: Nutrição e Vínculo Essenciais para o Desenvolvimento Infantil

Dra. Lúcia Rolim, pediatra cooperada da Unimed-Rio, explica a importância da prática para mães e bebês

Juliana Sampaio
Unimed-Rio
Banco de Imagem
O aleitamento materno, reconhecido como o padrão ouro na alimentação dos bebês até o sexto mês de vida, desempenha um papel vital no fornecimento das necessidades nutricionais e de crescimento durante essa fase crucial. Dra. Lúcia Rolim, pediatra cooperada da Unimed-Rio, destaca que o leite materno oferece uma série de benefícios que vão além da nutrição, promovendo a saúde e o desenvolvimento saudável dos pequenos.
"O aleitamento materno é o padrão ouro na alimentação de bebês até o sexto mês de vida pois consegue prover perfeitamente as necessidades nutricionais e de crescimento dessa fase da vida", ressalta a médica. Além de sua riqueza nutricional, o leite materno é uma fonte inestimável de proteção contra infecções e alergias, graças às imunoglobulinas presentes em sua composição.

De acordo com a Dra. Lúcia, através do leite materno o bebê desenvolve um microbioma favorável, que o protegerá de doenças no presente e no futuro. A influência positiva do aleitamento não se limita apenas ao aspecto imunológico, estendendo-se ao desenvolvimento cerebral e à cognição. "Elementos presentes no leite materno agem na maturação da visão e no desenvolvimento cerebral, influenciando positivamente na área de cognição, inteligência e comportamento ao longo da vida", acrescenta. Além disso, a prática favorece o desenvolvimento adequado da arcada dentária, o que impacta positivamente na respiração, mastigação, deglutição e fala das crianças. O vínculo mãe-bebê é fortalecido pelo ato.

Outro aspecto notável é a adaptabilidade do leite materno às diferentes fases do bebê. Segundo a especialista, em casos de bebês prematuros, o leite materno da mãe é especificamente ajustado à idade gestacional do recém-nascido, proporcionando os nutrientes essenciais para sua evolução.

Posição da amamentação
Outro ponto importante é a postura da mãe durante o ato. "A posição durante a amamentação é essencial", destaca a médica. Ela descreve as posturas ideais para garantir uma boa pega e conforto tanto para a mãe quanto para o bebê, incluindo posições como "cavalinho" e "bola de futebol americano".

Desafios
A pediatra alerta para desafios que podem surgir durante a amamentação, como baixa produção, ingurgitamento mamário e cansaço. Ela enfatiza a importância de uma rede de apoio que inclua auxílio com tarefas domésticas, cuidados com outros filhos e suporte de uma equipe de saúde especializada em amamentação.

Recomendações
Finalmente, é importante seguir as recomendações do Ministério da Saúde e da Organização Mundial de Saúde, que indicam o aleitamento materno exclusivo até o sexto mês e a introdução de alimentos complementares saudáveis a partir desse período. Dra. Lúcia destaca que o aleitamento deve ser mantido até os 2 anos de idade ou mais, dependendo do desejo da mãe e do bebê.

Em resumo, o aleitamento materno é muito mais do que uma fonte de nutrição. É um elo fundamental para o crescimento saudável e o desenvolvimento global da criança. “O apoio da família, a informação correta e a busca por ajuda profissional são peças-chave para garantir uma experiência positiva e bem-sucedida de amamentação”, finaliza a especialista.

Este conteúdo foi distribuído pela plataforma SALA DA NOTÍCIA e elaborado/criado pelo Assessor(a):
U | U
U


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp