26/02/2024 às 18h59min - Atualizada em 26/02/2024 às 20h04min

Fisioterapeuta alerta para os cuidados com a postura correta; Ergonomia amplia a produtividade e a concentração

Segundo o coordenador do curso de Fisioterapia da Faculdade Anhanguera, a boa postura previne problemas de coluna, dores nas costas e pescoço e ajuda a reduzir a fadiga, entre outros pontos

Deiwerson Damasceno
Divulgação
A ergonomia pode ser compreendida como um conjunto de regras e procedimentos que visam os cuidados com a saúde do profissional, dentro e fora do ambiente de trabalho. A técnica impacta diretamente não só a saúde física, mas também a saúde mental das pessoas. A preocupação com uma postura adequada no dia a dia, com a realização de intervalos regulares e boas práticas de uso dos dispositivos eletrônicos, por exemplo, são alguns pontos que podem fazer uma grande diferença na prevenção de lesões e no bem-estar em geral.

Para o coordenador do curso de Fisioterapia da Faculdade Anhanguera, Ciro Sena, é possível observar constantemente os efeitos da má postura na saúde das pessoas. “Ao ficar em posições desconfortáveis, como deitados na cama com o notebook ou curvados sobre uma mesa baixa, o indivíduo acaba colocando toda tensão na coluna vertebral, ocasionando dores nas costas, pescoço e ombros”. alerta.
 
Ciro explica, que a posição adequada diante do uso do computador, pede apoio na lombar, com o pescoço alinhado e ângulo correto para os cotovelos. “Enfatizo aqui a importância dos intervalos regulares, pois períodos muito longos podem causar tensão muscular e fadiga. Então eu sempre recomendo fazer uma pausa a cada 45 minutos para alongar e movimentar o corpo, prevenindo o enrijecimento. Isso não só pela redução dos riscos de lesões, mas também na concentração”.

O fisioterapeuta destaca ainda, que a
o projetar locais de trabalho ergonomicamente corretos, os trabalhadores podem realizar suas tarefas de forma mais eficiente e confortável, fator que pode levar a um aumento da produtividade, já que os trabalhadores se cansam menos e podem manter um desempenho consistente ao longo do tempo.


“A ergonomia ajuda os estudantes a manterem uma postura adequada enquanto estudam, incluindo a escolha de uma cadeira e mesa de estudo confortáveis e ajustáveis, o que pode prevenir problemas de coluna, dores nas costas e no pescoço que podem surgir após longas horas de estudo”, pontua.
 

Abaixo, Ciro elenca os benefícios da ergonomia e a importância dos cuidados com a postura correta. Confira:
 

Redução de fadiga: ficar em frente a um computador por várias horas pode ser cansativo, mas uma configuração ergonômica do ambiente pode reduzir a fadiga. Ter uma cadeira com apoio lombar e uma mesa na altura correta permite que as pessoas se concentrem melhor sem se cansar rapidamente;
 

Aumento da produtividade: Estar confortável e bem apoiado pode aumentar a produtividade e o indivíduo se concentra por mais tempo a fim de absorver o conteúdo de maneira mais eficaz;
 

Prevenção de lesões: Uma postura inadequada pode levar a lesões, como a síndrome do túnel do carpo ou tendinite. A ergonomia ajuda a prevenir essas lesões, garantindo que as articulações e músculos sejam usados de maneira adequada. Evita ainda dores musculares, lesões por esforço repetitivo (LER), distúrbios musculoesqueléticos (DMEs), fadiga e tensão física;
 

Melhoria na concentração: Um ambiente de estudo ergonomicamente projetado minimiza distrações físicas, permitindo que os indivíduos se concentrem mais nas tarefas em mãos;
 

Bem-estar geral: Um ambiente ergonômico não apenas melhora a eficiência nas tarefas, mas também contribui para o bem-estar geral. Sentir-se confortável e apoiado pode reduzir o estresse e a ansiedade;
 

Qualidade do sono: Uma postura adequada durante o estudo também pode melhorar a qualidade do sono. Pessoas que estudam em posições desconfortáveis podem ter dificuldade em relaxar e descansar, o que afeta negativamente seu desempenho;
 

Longevidade: A ergonomia ajuda a garantir um ritmo constante sem comprometer a saúde física.
 

Sobre a Anhanguera
 
Fundada em 1994, a Anhanguera oferece educação de qualidade e conteúdo compatível com as necessidades do mercado de trabalho por meio de seus cursos de graduação, pós-graduação, cursos Livres, preparatórios, com destaque para o Intensivo OAB (Ordem dos Advogados do Brasil); profissionalizantes, nas mais diversas áreas de atuação; EJA (Educação de Jovens e Adultos) e técnicos, presenciais ou a distância, visando o conceito lifelong learning, no qual proporciona acesso à educação em todas as fases da jornada do aluno. São mais de 15 mil profissionais e professores entre especialistas, mestre e doutores.
Além disso, a instituição presta inúmeros serviços à população por meio das Clínicas-Escola, na área de Saúde e Núcleos de Práticas Jurídicas. A Anhanguera tem em seu DNA a preocupação em compartilhar conhecimentos com toda a sociedade a fim de impactar positivamente as comunidades ao entorno das instituições de ensino. Para isso, conta com o envolvimento de seus alunos e colaboradores a partir de competências alinhadas às práticas de aprendizagem e que contribuem para o desenvolvimento do País.
Com grande penetração no Brasil, a Anhanguera está presente em todas as regiões com 106 unidades próprias e 1.398 polos em todo os estados brasileiros.
Acesse o site e o blog para mais informações.


Assessoria de imprensa das Faculdades Anhanguera

Deiwerson Damasceno

(11) 98455-3620

deiwerson܂santoscogna܂com܂br

 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp