14/06/2024 às 12h59min - Atualizada em 17/06/2024 às 08h04min

Qual a diferença entre a tontura, vertigem e labirintite?

Otorrinolaringologista explica o que é cada uma delas, suas causas e tratamentos

PR CONSULTING GLOBAL
https://www.saocristovao.com.br/
sim
Dados da Organização mundial da Saúde (OMS) apontam que 30% da população mundial tem tonturas ou já as teve em algum momento da vida. Especialistas definem tontura como uma sensação de desequilíbrio corporal, uma instabilidade que pode ser do tipo rotatória – aquela sensação de tudo no entorno está se movendo - ou não. 

Os episódios trazem a impressão de que tudo em volta está girando enquanto a pessoa está parada, são chamados de vertigem e, apesar das semelhanças, não podem ser tratadas como uma mesma coisa. Além disso, não estão apenas relacionadas à labirintite, condição que tem como principal sintoma a vertigem. Segundo pesquisa da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), a vertigem afeta 33% das pessoas em algum momento da vida, atingindo 65% dos idosos. 

A labirintite é uma infecção grave e rara do labirinto e o otorrinolaringologista do São Cristóvão Saúde, especialista em cirurgia nasossinusal e rinologia funcional, Dr. Celso G. S. Savioli, explica que existem diversos fatores que desencadeiam os sintomas, como alterações do metabolismo, alguns tipos de enxaqueca, deslocamento de otólitos e inflamações locais: “É importante ressaltar que a vertigem, apesar de encontrada em casos de doenças do labirinto, pode estar relacionada, por exemplo, à doenças cardiovasculares, neurológicas e medicamentos, entre outros".

A melhor forma de diagnosticar um acometimento do labirinto é através de uma consulta médica detalhada, exame físico e exames complementares, como o otoneurológico. “O tratamento é feito de acordo com a causa da vertigem, que nem sempre é proveniente de uma disfunção. A pessoa acometida pelo sintoma por conta de um quadro de enxaqueca, tem seu tratamento baseado na causa e não apenas nas tonturas. O importante é ressaltar que, com o tratamento correto e acompanhamento médico, a doença será controlada e o paciente terá uma excelente qualidade de vida”, finaliza o especialista.


Sobre o Grupo São Cristóvão Saúde
Administrado pela Associação de Beneficência e Filantropia São Cristóvão, o Grupo São Cristóvão Saúde possui 10 Unidades de Negócio, que englobam: Hospital e Maternidade, Plano de Saúde, Centros Ambulatoriais, Centro Cardiológico, Centro Laboratorial (CLAV), Centro Endogástrico (CEGAV), Centro de Atenção Integral à Saúde (CAIS I e II), Instituto de Ensino e Pesquisa (IEP Dona Cica) e Filantropia. Referência em saúde, na cidade de São Paulo, a Instituição completou 112 anos em dezembro de 2023. O Grupo promove uma grande modernização e expansão em sua estrutura física e tecnológica, investindo em equipamentos, certificações e profissionais qualificados. Atualmente, o complexo hospitalar conta com 309 leitos, além de oito Centros Ambulatoriais, que realizam milhares de consultas, proporcionando qualidade assistencial às mais de 160 mil vidas do Plano de Saúde e 23 mil vidas do Plano Odontológico.
 

O Grupo São Cristóvão Saúde tem como Presidente/ CEO o Engº Valdir Pereira Ventura, responsável pelas Unidades de Negócio e, desde 2007, atuando à frente das decisões Institucionais.  
 
 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
FERNANDA MARTINELLI GONCALVES DA GAMA
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp