05/07/2024 às 12h49min - Atualizada em 10/07/2024 às 08h01min

Chocolate e a saúde bucal (07/07)

Dia Mundial do Chocolate não é apenas pra aproveitar

TODA COMUNICAçãO
Bom Hálito Curitiba
 
No Dia Mundial do Chocolate, celebrado em 7 de julho, é comum exaltar os prazeres e os benefícios desse doce que encanta gerações. Contudo, muitas dúvidas pairam sobre os efeitos do chocolate na saúde bucal. Para esclarecer essas questões, conversamos com a dentista especialista em halitose, Cláudia Gobor.
 
Muitas vezes reclamamos quando comemos um sorvete ou bebemos água gelada, isso se deve a sensibilidade dentária que pode ser causada por diversas coisas. Mas seria o chocolate uma delas? Na verdade sim, mas o açúcar do chocolate é o verdadeiro vilão, pois ele corroe o esmalte do dente, expondo a dentina e causando dor ao consumir alimentos quentes, gelados, cítricos ou doces, como o chocolate. Segundo Cláudia, esse incômodo é mais comum nos dentes traseiros, que sofrem mais com lesões cariosas. "Isso ocorre em pacientes com cárie dental ou restaurações infiltradas," explica. Em caso de desconforto, é essencial procurar um dentista para tratar o problema.
 
Porém como o açúcar causa mal a dentina o chocolate deve ser retirado totalmente da dieta? Na verdade não, a escolha do tipo de chocolate é crucial para a saúde bucal. Os chocolates amargos são os mais recomendados, pois tem uma porção reduzida dos ingredientes que as bactérias usam para produzir o ácido causador de cáries. Além disso, chocolates sem recheio são menos propensos a grudar nos dentes e mais fáceis de remover durante a higiene bucal. Já os chocolates ao leite e branco, ricos em açúcar e gordura, devem ser consumidos com moderação.
 
Os chocolates recheados e ao leite tem mais um problema pois podem estar associados ao desenvolvimento da halitose, também conhecida como mau hálito. Isso ocorre devido aos resíduos de chocolate que podem ficar retidos nos dentes e na língua, servindo de alimento para as bactérias presentes na boca, que produzem gases malcheirosos.
 
O chocolate em si não causa cáries ou halitose; o problema está na frequência do consumo e na higiene bucal inadequada. "Você pode comer chocolate, desde que faça a correta limpeza dos seus dentes," destaca Cláudia. Após consumir chocolate, é fundamental realizar uma boa escovação e usar fio dental para evitar o acúmulo de resíduos que podem levar ao desenvolvimento de cáries.
 
Em resumo, o chocolate pode ser apreciado sem grandes preocupações, desde que se mantenha uma higiene bucal rigorosa. Assim, é possível desfrutar dessa delícia sem comprometer a saúde dos dentes.
 
Serviço: Bom hálito Curitiba
Dra. Cláudia C. Gobor
Cirurgiã Dentista especialista pelo MEC no tratamento da Halitose
Ex-Presidente e atual Diretora Executiva da Associação Brasileira de Halitose
https://www.bomhalitocuritiba.com.br/
(41) 3022-3131 | (41) 99977-7087
@bomhalitocuritiba

 

Notícia distribuída pela saladanoticia.com.br. A Plataforma e Veículo não são responsáveis pelo conteúdo publicado, estes são assumidos pelo Autor(a):
VERONICA LETICIA PACHECO
[email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp