18/04/2023 às 15h07min - Atualizada em 21/04/2023 às 00h05min

Abril Laranja: conheça o projeto que devolve qualidade de vida à animais vítimas de maus tratos

O Cão de Rodinhas realiza há 5 anos um importante trabalho de conscientização e cuidados para pets com deficiência

SALA DA NOTÍCIA Regina Chaguri
Escolhido como o mês de prevenção contra a crueldade animal, o abril laranja traz importantes discussões e reflexões sobre o assunto.
Neste tema, o projeto Cão de Rodinhas tem realizado um importante papel com cães vítimas de maus tratos.  Há 5 anos, trabalha a conscientização e os cuidados para pets com deficiência e atua diretamente na melhoria da qualidade de vida desses animais, que ficaram com sequelas na mobilidade, apoiando e informando os tutores, além de viabilizarem a doação de cadeirinha de rodas, quando necessário.
Os animais assistidos pelo Cão de Rodinhas, são cães com algum tipo de problema na coluna, que pode ser um trauma, acidentes em geral, uma doença degenerativa ou foram abandonados após contraírem cinomose e ficaram paraplégicos. “Essas situações, na maioria das vezes, acontecem após o animal sofrer maus tratos.  Um cão abandonado após contrair cinomose, por exemplo, é um animal vítima de maus tratos. A conscientização e prevenção são pontos fundamentais para mudar essa realidade, lembrados principalmente durante o Abril Laranja”, comenta André Sano, coordenador de marketing social da Adimax.
 Muitas pessoas acreditam que adquirindo uma cadeirinha de rodas está garantindo a qualidade de vida para o animal, mas o bem-estar deles vai além disso. A fundadora do projeto Cão de Rodinha, Larrisa Onuki, explica que mais importante que ter uma cadeirinha é ter informação sobre o assunto. “A cadeirinha é um equipamento de exercício, que o animal pode usar no máximo meia hora por dia. A cadeirinha não funciona para os animais como para os humanos, existem outras formas de dar qualidade de vida para eles, como preparar o ambiente em casa de forma correta, por exemplo”.
O projeto, que ajuda mensalmente 47 afiliados, se mantém através de parcerias como a que acontece com a empresa Adimax. “É um público que está no propósito da Adimax e, assim como todos que ajudamos, eles têm pouca visibilidade e muitas vezes são esquecidos. Então, quando existem grupos que dão essa importância e que trazem à tona como um pet com deficiência pode sim ter uma boa qualidade de vida, nós nos sentimos honrados em incentivar esse trabalho a continuar tocando mais pessoas”, afirma André Sano, coordenador de marketing social da Adimax.
O Cão de Rodinhas faz um importante trabalho de informação, com palestras, incluindo universidades, congressos e, também, distribuem material educativo, sobre o assunto. Até agora foram distribuídas 4.000 cartilhas. Segundo Sano, a Adimax ajuda na impressão de todo esse material e também faz o intercâmbio, por todo o país, fazendo a entrega de cadeirinhas aos animais que precisam.
Outra realidade percebida pelo projeto foi a falta de apoio às pessoas que adotaram esses animais. “Muitas vezes quem se dispõe a ajudar não sabe como começar, aí o Projeto Cão de Rodinhas entra com muita a orientação do passo a passo de todos os cuidados do dia a dia e também conecta tutores com experiências semelhantes. É muito importante ressaltarmos a paralisia em si não é razão para eutanásia, esses pets se adaptam muito bem e, com o cuidado correto do tutor vivem com muita qualidade de vida”, explica Larissa Tanaka Onuki, fundadora do projeto, explica Larissa.
Iniciativas como essa fazem a diferença na vida desses pets, mas vão além. “A prevenção será sempre o melhor caminho e isso é feito através da conscientização. O abril laranja está aí para que possamos lembrar e alertar a todos”, finaliza André Sano.
 

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp