20/04/2023 às 14h29min - Atualizada em 22/04/2023 às 00h05min

Cresce uso de IA para recomendação automática de conteúdo no treinamento profissional

Empregadores querem requalificar mais de 70% de seus funcionários até 2025

SALA DA NOTÍCIA Compliance Comunicação
Divulgação
 

 

Uma das principais constatações do Relatório Future of Jobs, elaborado pelo Fórum Econômico Mundial foi o fato de que a aceleração da transformação digital produzida pela pandemia tornou mais curta a janela de oportunidade para requalificar e aprimorar os trabalhadores. Os empregadores entrevistados pela instituição para a confecção do estudo revelaram ter a intenção de oferecer requalificação e atualização para pouco mais de 70% de seus funcionários até 2025. No entanto, o trabalho informa que apenas 42% dos funcionários estão aceitando oportunidades de requalificação e atualização apoiadas por seus contratantes. Neste contexto, cresce a tendência de ampliar o engajamento com o uso de tecnologias emergentes como a Inteligência Artificial (IA) para recomendação automática de conteúdo e a gamificação. 

Ainda com base nos dados do trabalho produzido pelo Fórum, o fundador da edtech Beedoo, Álvaro Manzione acrescenta que, em média, as empresas estimam que cerca de 40% dos trabalhadores precisarão de uma nova requalificação a cada seis meses. Além disso, 94% dos líderes empresariais esperam que seus funcionários adquiram novas habilidades no trabalho o quanto antes. “Suprir uma demanda com este volume e nesta velocidade é uma tarefa praticamente impossível de ser executada pelos métodos tradicionais de treinamento. Por isso, as empresas estão buscando a cada dia novas tecnologias e metodologias de ensino profissional”, diz.

Segundo ele, neste sentido a grande tendência é a inteligência artificial para recomendação automática de conteúdo porque ela automatiza a avaliação e, na medida em que identifica o ponto no qual o trabalhador precisa aumentar o conhecimento e melhorar a eficiência, o próprio sistema se encarrega de enviar conteúdos personalizados. ”Normalmente estes sistemas são complementados com modelos de gamificação de forma que a pessoa receba recompensas por consumir conteúdos que ela mesma precisa para sua atividade profissional. Essa tem se mostrado a melhor forma de engajar o trabalhador em treinamento profissional”, afirma.

A Beedoo acaba de lançar uma solução chamada “BeeAI” que vai na direção desta tendência. O sistema utiliza mais de 15 informações diferentes dos usuários para recomendar conteúdos de forma fluída e personalizada. A startup, que está presente em 14 países dos continentes Americano e Europeu com mais de 250 mil usuários em sua plataforma, utilizou ferramentas modernas de recomendação de conteúdo tal como fazem grandes empresas como Instagram (Meta), Netflix, Spotfy e Youtube. Conforme o usuário vai navegando na plataforma dentro de sua jornada diária, o Bee.AI vai recomendando os conteúdos no momento mais apropriado, gerando mais relevância e engajamento. “Os números mostram que aqueles trabalhadores que mais usam a plataforma são os que acabam performando melhor. E isso acontece de uma maneira natural, com a qual as pessoas já estão acostumadas a fazer em suas redes sociais”, afirma. 

O esforço para acelerar os resultados com treinamento profissional vai ao encontro do interesse das empresas. De acordo com o Future of Jobs, uma média de 66% dos empregadores entrevistados espera obter um retorno sobre o investimento em qualificação e requalificação dentro de um ano.


 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp