20/04/2023 às 13h53min - Atualizada em 24/04/2023 às 00h07min

Privacidade no TikTok: como proteger informações coletadas pela rede social?

A ESET analisa a coleta de informações da rede social TikTok e explica formas de aumentar a proteção ao usar a rede social

SALA DA NOTÍCIA Cecilia Ferraz
 

São Paulo, Brasil – Shou Zi Chew, CEO do TikTok,  um dos apps mais populares do mundo, compareceu ao Congresso dos EUA há alguns dias para discutir as práticas de privacidade e segurança de dados do aplicativo. Uma das principais preocupações do país norte-americano em relação ao app, é de que dados de usuários americanos sejam expostos para o governo chinês. Além disso, recentemente o Information Commissioner's Office (ICO) emitiu uma multa de US$ 15,8 milhões para o TikTok Information Technologies UK Limited e TikTok Inc por violações da lei de proteção de dados, incluindo o uso de informações pessoais de crianças de maneira ilegal.

 

Neste contexto, a ESET, empresa líder em detecção proativa de ameaças, alerta sobre a grande quantidade de informações sensíveis que o TikTok e outros gigantes das mídias sociais coletam e expõem. 

"O TikTok tem se envolvido em controvérsias sobre uma série de questões de privacidade e segurança cibernética, incluindo alegações em torno da coleta excessiva de dados de usuários e compartilhá-los com o governo chinês, influência prejudicial sobre as crianças e sua saúde mental e vazamentos de dados pessoais", comenta Roman Cuprik, escritor de conteúdo da ESET.

 

A ESET compartilha algumas das principais questões em torno do TikTok e o que pode ser feito para proteger seus dados: 

 
  • Quais dados o TikTok coleta? De acordo com um relatório da Internet 2.0, o TikTok solicita permissões excessivas no dispositivo e coleta quantidades excessivas de dados, muito mais do que o necessário para sua operação. Por exemplo, o aplicativo coleta dados sobre todos os aplicativos instalados no telefone, informações detalhadas sobre o sistema operacional Android e exige acesso aos contatos do telefone.
 

"A maioria dos acessos e dados coletados do dispositivo não são necessários para que o aplicativo TikTok funcione corretamente", disse Thomas Perkins, engenheiro e chefe de segurança da Internet 2.0. "O aplicativo pode e será executado com sucesso sem coletar nenhum desses dados. Isso nos leva a acreditar que a única razão pela qual essas informações foram solicitadas é para a coleta de dados."

 

Além disso, grande parte dessa coleta de dados não pode ser desativada e o TikTok afirma em sua Política de Privacidade que pode ler suas mensagens, alegando a necessidade do acesso para proteger os usuários contra spam.

 
  • Como proteger a  privacidade ao usar o TikTok? Se quiser assistir a conteúdo na plataforma enquanto compartilha o mínimo de dados possível, recomenda-se usar o site oficial do TikTok em um navegador da web. O TikTok ainda pode coletar certas informações usando cookies do navegador e outros rastreadores.
 

No entanto, sem uma conta, não é possível postar vídeos, inserir comentários ou curtir qualquer vídeo. Caso você queira ter uma conta, você pode restringir a troca de alguns dados nas configurações. Em sua Política de Privacidade, o TikTok declara explicitamente que pode coletar seus dados de aplicativos de terceiros, mesmo sem consentimento. Ao se registrar pela primeira vez, uma boa opção é usar um telefone ou endereço de e-mail que não seja usado em nenhum outro lugar, em vez de uma conta associada, por exemplo, a outra rede social.  Para maior proteção, não permita que o TikTok sincronize contatos do telefone ou amigos do Facebook e limite a personalização de anúncios. 

  • Como proteger os pequenos no TikTok: Como outras redes sociais, o TikTok se esforça para proteger as crianças da exposição a conteúdo nocivo, bullying, automutilação, distúrbios alimentares ou outros riscos online

Por exemplo, uma pesquisa recente realizada na Itália entre 78 pacientes com transtorno alimentar descobriu que assistir a conteúdo no TikTok levou a uma diminuição na autoestima em 59% deles, e 27% relataram mudanças significativas em suas vidas diárias relacionadas ao aplicativo. Para quase 63% dos pacientes entrevistados, o TikTok foi a principal rede social. Além disso, o Departamento de Segurança Interna dos EUA também lançou uma investigação sobre alegações de que o TikTok não faz o suficiente para combater o material de abuso sexual infantil, informou o Financial Times em abril de 2022.

 

Para lidar com questões de segurança infantil, o TikTok introduziu um recurso chamado Family Pairing em 2020. De acordo com a ESET, a ferramenta dá às mães, pais e  responsáveis algum grau de controle e supervisão sobre as contas dos pequenos. Um responsável pode vincular sua conta do TikTok à do menor e definir controles parentais, incluindo tempo de tela diário, exposição restrita a alguns conteúdos, opções de pesquisa infantil e visibilidade para outros.

 

Durante o debate em curso sobre o futuro do TikTok nos Estados Unidos, a plataforma social anunciou novas ferramentas para os pais em março de 2023. Os pais e responsáveis poderão escolher diferentes limites de tempo, dependendo do dia da semana e definir um cronograma para silenciar as notificações. O TikTok também anunciou para o Family Pairing um painel de tempo de tela, que fornece resumos do tempo no aplicativo, o número de vezes que o TikTok foi aberto e um detalhamento do tempo total gasto durante o dia e a noite.

 

A ESET te convida a conhecer o Digipais, sua iniciativa alinhada a crianças mais seguras online, que busca acompanhar mães, pais, responsáveis e professores no cuidado das crianças na internet, a fim de conscientizar sobre riscos e ameaças no mundo digital. Este espaço disponibiliza materiais para o processo de aprendizagem, diálogo e supervisão, a fim de proporcionar o conhecimento necessário para ajudar os menores no uso das novas tecnologias.

Para saber mais sobre segurança da informação, visite o portal de notícias ESET. Por outro lado, a ESET convida você a conhecer Conexão Segura, seu podcast para descobrir o que está acontecendo no mundo da segurança da informação. Para ouvir acesse este link.

 

Sobre a ESET

Desde 1987, a ESET® desenvolve soluções de segurança que ajudam mais de 100 milhões de usuários a aproveitar a tecnologia com segurança. Seu portfólio de soluções oferece às empresas e consumidores de todo o mundo um equilíbrio perfeito entre desempenho e proteção proativa. A empresa possui uma rede global de vendas que abrange 180 países e possui escritórios em Bratislava, San Diego, Cingapura, Buenos Aires, Cidade do México e São Paulo. Para mais informações, visite nosso site ou siga-nos no LinkedIn, Facebook e Twitter.

Copyright © 1992 - 2022. Todos os direitos reservados. ESET e NOD32 são marcas registradas da ESET. Outros nomes e marcas são marcas registradas de suas respectivas empresas.

Contatos para Imprensa:
(11) 94135-2414
 

Cecilia Ferraz - [email protected] 
Leonardo Nascimento - [email protected]
Natália Diogo - [email protected]


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp