24/04/2023 às 20h52min - Atualizada em 25/04/2023 às 00h20min

Projeto alagoano Renda-se 2023 divulga lista de 15 concorrentes aos R$ 15 mil em prêmios nas categorias profissional e estudante de moda

Evento será realizado em setembro 2023, no Espaço Armazém, em Maceió, com foco em diversidade, inclusão, criatividade e preservação da técnica do bordado filé, patrimônio imaterial de Alagoas desde 2014

SALA DA NOTÍCIA Davi Paes e Lima

Evento referência na moda alagoana, o Renda-se 2023 divulgou a lista de dez estilistas profissionais e cinco estudantes de moda que concorrerão aos R$ 15 mil em prêmios, na segunda edição do projeto, que acontece em setembro  no Espaço Armazém, em Alagoas. A lista revela um encontro de gerações e a expansão do projeto. O resultado foi divulgado em uma live no instagram, com a participação de Fábio Elias, responsável pela área de patrocínios do Magazine Luiza, grande patrocinador do evento, por meio da Lei de Rouanet, o estilista e designer Fernando Perdigão, diretor criativo da edição, e Alina Amaral, designer, bordadeira e jornalista de moda que assina a produção executiva do evento realizado pela Ponto de Produção.

Cada um dos escolhidos apresentou sete looks inspirados nos temas: Meu Nome é Gal, Pronto a Vestir, Alagoando, Sol Girassol, Milagres, Sertão e Santo Mar. O projeto prevê verba para compra de matéria-prima, serviços de costura e aquisição de material diferenciado e/ou customizações. Os participantes também receberão verba referente à cessão dos direitos autorais e ainda concorrerão a prêmios: R$ 5.000 (estudante) e R$ 10.000 (estilista profissional). Importante ressaltar que os looks deverão apresentar elementos artesanais, como pintura, bordado, crochê, renda singeleza e, obrigatoriamente o uso do bordado filé, ponto focal da edição, na sua concepção. Patrimônio imaterial de Alagoas desde 2014, o bordado filé está ameaçado de desaparecer diante do avanço da tecnologia e dos novos hábitos de consumo e foi escolhido como forma de valorizar Alagoas, resgatar as  histórias e memórias do seu povo.

Importante destacar a presença preponderantemente feminina entre os selecionados, com idades entre 21 e 60 anos e vindos tanto da capital, Alagoana, quanto do interior do estado, de cidades como Barra de São Miguel e Marechal Deodoro. Na disputa na categoria estudantes de moda, estão alunas da Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC).

Estilistas

Entre os estilistas estreantes selecionados, estão nomes da capital, Maceió, como Dely Teodoro (estilista e artista plástico) 33, Fiama Pimentel (estilista e empreendedora), 31, Giulio Marques, 39 (estilista),  Itallo Ehllers, 33 (estilista). O prêmio ainda tem, na disputa, estilistas vindos do interior do estado, como Ariane Pita (estilista, artesã e arquiteta/Barra de São Miguel,) 32 e Marciano (estilista e empreendedor/Marechal Deodoro), 31. Três estilistas concorrem pelo segundo ano consecutivo, Derravera (estilista), 24, Mareu (estilista), 28 anos,  Lumma Luz (estilista/Rio Largo), 25, e Rejane Pimentel Gomes (estilista e empreendedora/São Miguel dos Milagres), 60.

Estudantes de Moda

Na disputa na categoria estudantes de moda, estão alunas de Produção de Moda da Escola Técnica de Artes (ETA) da Universidade Federal de Alagoas (UFAL), como Anabea Brandão,  26 anos, Lu Balestero, 38, e Lua Rosa – 52, do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), Gisele Ataíde, 29 e do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Angela Dowsley, 21.

Mentoria

Todos os selecionados receberão mentoria durante o processo de execução dos projetos e, em setembro, haverá, pela primeira vez, o desfile presencial no histórico bairro de Jaraguá. Palestras e exposição dos looks também fazem parte da programação da edição deste ano.


A produtora executiva Alina Amaral

“O número de inscritos e a qualidade dos projetos surpreendeu a todos do Renda-se, isso reforça o grande valor criativo dos alagoanos e a confiança ao projeto que tem como essência reforçar e resgatar nossa ancestralidade a partir das manualidades e capacidade criativa e realizadora", analisa a produtora executiva Alina Amaral comenta. 

"A lista diversa de criadores autorais nas mais diversas técnicas (filé, crochê, ponto de cruz, singeleza, manipulação têxtil , bordados) e estética é o futuro para a moda no mundo, o que move este mercado potente não é apenas os números do fast fashion, mas especialmente a identidade, e o Brasil entendeu esse processo: somos particulares e é este o futuro da moda . O Renda-se se move neste sentido e os criadores alagoanos também", completa Alina Amaral.


Fábio Elias

“Alagoas tem sido o berço de tantos designers talentosos, artistas, marcas e tendências ao longo dos anos, que pensamos que é hora de amplificar e honrar cada trabalho, cada participante selecionado. Adotamos diferentes estilos e pontos de vista, por isso, somos diversidade, somos tendências, somos inclusão, somos sustentabilidade, somos Renda-se 2023!”, complementa Fábio Elias. 

O  projeto que está mobilizando e movimentando a moda alagoana acontece graças ao patrocínio do Magazine Luiza. Fundada em 1957, o Magazine é um dos maiores varejistas do Brasil e tem mais de mil lojas espalhadas pelo território nacional.  Nos últimos anos, a empresa vem investindo fortemente em projetos sociais e contribuindo decisivamente para o desenvolvimento e solidificação da economia criativa brasileira. 

O projeto conta com a presença de um time de profissionais super qualificados, como os fotógrafos Gustavo Sarmento e Rafael Santana. 

PROGRAMAÇÃO

EVENTO –  setembro 2023

LOCAL DO DESFILE: Espaço Armazém

EXPOSIÇÃO: outubro 2023 

Para saber mais:

www.projetorendase.com.br

https://www.instagram.com/Rendasealagoas/


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp