26/04/2023 às 12h38min - Atualizada em 27/04/2023 às 00h01min

FISIOTERAPEUTA ALERTA - ALONGAMENTO PARA DORES NAS COSTAS, FUNCIONA?

Será que funciona mesmo? Quais são os principais alongamentos? A fisioterapeuta e diretora clínica do Instituto Trata, Raquel Silvério, aborda todos os pontos que você precisa saber!

SALA DA NOTÍCIA Publika.aí
Publika.aí
Divulgação
O alongamento para coluna pode auxiliar no alívio da dor nas costas, devido à má postura, por exemplo, aumentar a mobilidade articular e flexibilidade muscular, melhorar a circulação e promover o bem-estar.

“Esses exercícios são uma das alternativas para aliviar as dores, também em alguns casos podem auxiliar a prevenir o seu aparecimento. Esses também ajudam a relaxar e aumentam a amplitude dos movimentos, proporcionando um alívio rápido da dor. ”, comenta a fisioterapeuta Raquel Silvério.  

Os alongamentos para coluna devem ser feitos de forma gradual e em alguns casos podem causar um pequeno desconforto, mas se você sentir uma dor mais forte, aguda, que impeça de continuar realizando o alongamento, o ideal é parar o alongamento e procurar um profissional da área para auxiliar. 

“As atividades podem ser realizadas em qualquer horário do dia, mas eu sempre indico que sejam feitos frequentemente ao longo do dia, especialmente no caso de pessoas que trabalham muito tempo sentadas ou na mesma posição. Uma boa forma de seguir essa recomendação consiste em fazer uma pausa de 5 minutos para alongar entre cada 2 horas de trabalho, por exemplo. ”, explica a diretora clínica do Instituto Trata, unidade Guarulhos. 

Ainda segundo a fisioterapeuta, estes exercícios praticam no final do dia podem ser feitos para ajudar a relaxar e dormir melhor. Para melhorar esse efeito, pode-se tomar um banho quente antes, pois o calor ajuda a relaxar os músculos, aumentando a eficácia dos alongamentos.

Abaixo, Silvério traz alguns alongamentos para você praticar, confira: 

1. Dobrar o corpo à frente: Com as pernas juntas dobrar o corpo para frente como mostra a imagem, mantendo os joelhos esticados. 

2. Esticar a perna: Sentar no chão e dobrar uma perna, até colocar o pé próximo das partes íntimas, e a outra perna estando bem esticada. Dobrar o corpo para frente, tentando apoiar a mão no pé, conforme mostra a imagem, mantendo o joelho esticado. Se não for possível alcançar o pé, chegar até o meio da perna ou tornozelo. Depois fazer com a outra perna. 

3. Chegar ao chão: Este é semelhante ao primeiro exercício, mas pode ser feito com mais intensidade. Deve-se esforçar para tentar encostar as mãos no chão, sem dobrar os joelhos. 

4. Esticar o pescoço: Inclinar a cabeça para o lado e manter uma mão segurando a cabeça, mantendo o alongamento. A outra mão pode estar apoiada no ombro ou prendida ao longo do corpo. 

5. Inclinar a cabeça para trás: Manter os ombros alinhados e olhar para cima, inclinando a cabeça para trás. Pode-se colocar uma mão na nuca para um maior conforto, ou não. 

Para saber mais sobre doenças, tratamentos, dicas, acesse: www.institutotrata.com.br 
Raquel Silvério é fisioterapeuta (Crefito: 116746-F) e Diretora Clínica do Instituto Trata, Unidade de Guarulhos, a profissional possui especialização em fisioterapia músculo esquelética pela Santa Casa de São Paulo, além de formação em terapia manual ortopédica nos conceitos Maitland, Mulligan e Mckenzie e forte experiência em tratamentos da coluna vertebral. Acesse: www.institutotrata.com.br
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp