26/04/2023 às 17h18min - Atualizada em 27/04/2023 às 00h05min

Frente Parlamentar de Combate ao Câncer Infantil realiza evento de reapresentação em Brasília

O evento contou com a presença de autoridades políticas e membros do comitê estratégico, além de representantes de instituições e organizações que lutam contra o câncer infantil

SALA DA NOTÍCIA Duda Streb Comunicação
www.fpcancerinfantil.com.br
Renato Araujo/Câmara dos Deputados

Frente Parlamentar de Combate ao Câncer Infantil realiza evento de reapresentação em Brasília 

Você sabia que, a cada ano, cerca de 9 mil novos casos de câncer infantojuvenil são diagnosticados no Brasil? A doença representa a primeira causa de morte na faixa etária de 1 e 19 anos no país, segundo o Instituto Nacional de Câncer, o INCA. Com objetivo de aumentar os índices de cura, reduzir a mortalidade e melhorar a qualidade de vida de crianças e adolescentes em tratamento oncológico, foi criada a Frente Parlamentar de Combate ao Câncer Infantil, que foi reapresentada no Salão Nobre da Câmara dos Deputados, em Brasília, em solenidade realizada nesta quarta-feira.

Criada pelo Deputado Bibo Nunes em maio de 2019, a FP, que visa instituir políticas nacionais de atenção à oncologia pediátrica no Brasil, tem sido apoiada por Deputados Federais de diversos partidos políticos. Para Bibo, "essa é uma luta muito nobre, em que no Brasil, de 1 a 19 anos, é a doença que mais mata: o câncer. Estamos lutando muito, inclusive nas faculdades de medicina, que têm hoje apenas 1 hora aula sobre câncer infantil. Estamos lutando para que seja uma cadeira. É uma causa nobre que tem sentimentos com relação à saúde da população e o câncer infantil é uma das causas que mais choca, mais fere a família", aponta o político.

Para o Coordenador Técnico da Frente Parlamentar e Superintendente do Instituto do Câncer Infantil, Dr. Algemir Brunetto, "a Frente Parlamentar se tornou importantíssima para os avanços nas Políticas Públicas do câncer infantojuvenil, com a sanção da Política Nacional de Atenção a Oncologia Pediátrica. Vamos priorizar a implementação da Lei junto as esferas Municiais, Estaduais e Federal e continuar buscando melhorias para o tratamento do câncer infantil. Ter os apoios dos instrumentos legislativos é sem dúvida um marco histórico e pioneiro em nosso País para salvar vidas", ressalta.

A solenidade de reapresentação da Frente Parlamentar de Combate ao Câncer Infantil contou com a presença de autoridades políticas e membros do comitê estratégico, além de representantes de instituições e organizações que lutam contra o câncer infantil. O evento foi uma oportunidade para discutir os avanços na luta contra o câncer infantojuvenil e as próximas metas da FP.

Conforme a presidente do CONIACC, Dra. Teresa Cardoso, no Brasil, o câncer infantojuvenil é um grande problema de saúde pública por ser a primeira causa de morte por doença na faixa etária de 1-19 anos. "Vimos no nosso país, a necessidade de aumentar as nossas taxas de cura. Para isso há uma necessidade de um grande esforço nacional e de todas as esferas. Diante do exposto, a frente parlamentar e uma iniciativa de grande importância para diminuirmos as desigualdades, em busca na melhoria no atendimento oncológico pediátrico e  alavancarmos nossas taxas de cura. Este deve ser um momento histórico de mudança para o bem das crianças e adolescentes do Brasil", finaliza.

Segundo a Dra. Denisa Bousfiel, da Sociedade Brasileira de Pediatria, "a atenção em oncologia pediátrica é diversa daquela realizada para pacientes adultos, incluindo prevenção, tipos histológicos e terapêutica, sendo importante, neste contexto, a implantação de uma Política Nacional de Atenção específica para Oncologia Pediátrica", explica.

O Superintendente institucional e fundador do Instituto Ronald McDonald destaca que “é com muita felicidade que comemoramos a reapresentação e a chegada de novos integrantes para a Frente Parlamentar do Combate ao Câncer Infantil, uma iniciativa suprapartidária, que trabalha para promover políticas públicas que garantam melhores condições para crianças e adolescentes em tratamento contra o câncer no Brasil. Nós, do Instituto Ronald, trabalhamos há mais de 24 anos com esse propósito e é muito gratificante ver a causa pela qual a gente tanto luta ganhando voz dentro do cenário político nacional”.

 

O LANÇAMENTO

Em agosto de 2019, a FP foi lançada oficialmente no Congresso Nacional, dando início a uma campanha de mobilização para que o câncer infantojuvenil seja considerado uma prioridade nas políticas públicas. O comitê estratégico da Frente Parlamentar é composto pelo Deputado Bibo Nunes, pela CONIACC (Confederação Nacional de Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer), pelo Instituto do Câncer Infantil, pelo Instituto Ronald McDonald e pela Sociedade Brasileira de Pediatria. 

Para saber mais sobre a Frente Parlamentar, acesse Frente Parlamentar (fpcancerinfantil.com.br)


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Comentar

*Ao utilizar o sistema de comentários você está de acordo com a POLÍTICA DE PRIVACIDADE do site https://jornaldobelem.com.br/.
Fale pelo Whatsapp
Atendimento
Precisa de ajuda? fale conosco pelo Whatsapp